Notícias

Data da notícia: 15 Março 2019

Encontro de gentes e agentes da Cultura

A Rede Cultura 2027 promove, entre março e junho, um conjunto de encontros entre gentes e agentes da Cultura, sob o título genérico 'Prelúdio de ideias em 9 andamentos', e que, em cada sessão, pretende refletir várias temáticas em torno da Cultura.
São encontros descentralizados que terão como palco vários concelhos do território desta Rede, composto por 26 municípios que, no dia 22 de fevereiro assinaram, em Leiria, o compromisso de integração neste inovador projeto cultural.

Alcobaça acolhe, dia 16 de março (sábado), entre as 15h00 e as 19h00, o primeiro destes encontros. Tem como tema central "A programação de artistas e agentes: Entre os projetos de autor e a dependência dos circuitos", estando já confirmadas as presenças de:

Paulo Pires - Diretor do Cineteatro Louletano;

Rui Morais - Diretor Artístico do Cister música;

António Vassalo Lourenço - Diretor Artístico do Música em Leiria;

Frederic Cruz Pires - Leirena Teatro;

 e Inês Silva - Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Alcobaça.

Esta sessão terá como 'facilitadora' a jornalista Ana Isabel Costa.

O encontro, tal como os seguintes, será transmitido ao vivo, em 'streaming', possibilitando o acesso virtual a todos que não possam estar presentes.

 

O modelo do  encontro, que será seguido pelos próximos, foi pensado de forma a constituir-se como uma reunião alargada de gentes e agentes, muito rico de ideias e interativo, de forma a promover o diálogo e a reflexão sobre cada um dos temas. 

Está dividido no seguinte programa-tipo:

- 5 ou 6 convidados oferecem um primeiro painel de comunicações dentro do tema de cada encontro;

- 4 agentes locais, previamente inscritos, fazem intervenções de 3 minutos sobre o tema do encontro;

- 3 agentes locais, inscritos no decorrer da primeira parte, fazem intervenções de 3 minutos sobre o tema;

- Pausa à mesa para troca de experiências;

- Mesa redonda com um facilitador;

- Encontros de grupos e/ou plenário final;

 

'Expresso Cultura'

É desejada a presença 'física' de todos os interessados em cada um dos temas, de forma a tornar cada encontro numa verdadeira partilha de ideias e saberes, e num momento de intenso 'pensar cultural'.

Nesse sentido, e apesar de cada sessão decorrer em diferentes vilas e cidades da Rede Cultura 2027, está criado um percurso de autocarro - o nosso 'Expresso Cultura' - que facilitará o transporte de todos aqueles que não têm carro ou desejem aproveitar a viagem para contactos com projetos e agentes de outros municípios.

As inscrições para este autocarro serão aceites por ordem de chegada para o email rita@redecultura2027.pt.

Cada interessado deverá deixar o nome e contacto telefónico.

As paragens, bem como os horários do autocarro serão definidos uma semana antes de cada encontro e divulgadas nas redes sociais da Rede Cultura 2027.

 

O mesmo modelo vai ser seguido para as inscrições dos que desejem fazer intervenções no encontro. Deverão usar o mesmo email, dando nota, para além da identificação, da instituição ou projeto que representam. Serão aceites as primeiras quatro inscrições.

Na primeira parte do encontro, haverá possibilidade a que os presentes se inscrevam, em número limitado, se desejarem intervir.

Para além desta fórmula, todos os presentes terão oportunidade de manifestar o seu pensamento ou fazer as suas propostas, seja no decorrer dos encontros, seja através das redes sociais.

Poderão, por exemplo, ser colocadas questões em tempo real aos oradores, através da página de Facebook da Rede Cultura 2027 (https://www.facebook.com/Redecultura2027).

 

Refletir a Cultura

A Rede Cultura 2027 e a candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura, sustentadas por esta união de 26 municípios (das CIM de Leiria, Oeste e Médio Tejo) têm como matriz a realidade, mas sobretudo as ambições e a fórmula de interagir e complementar-se dos agentes culturais e das comunidades que habitam todo o território destas vilas e cidades parceiras.

Desde finais de 2018 que o órgão executivo deste projeto tem vindo a realizar reuniões em TODOS os municípios que integram a Rede, dando voz aos seus agentes culturais. É uma atividade em curso e que só terminará quando todos tiverem oportunidade de expressar o seu sentir.

Para além disso, começa este mês de março uma temporada de encontros mais alargados, onde a reflexão é feita em diálogo com convidados de âmbito nacional (primeiro semestre) e internacional (segundo semestre).

 

Nesta primeira fase, até junho, e para além de Alcobaça, decorrerão os seguintes encontros:

- Dia 30 de março, em Leiria, tendo como tema 'A Programação e o Território: A cidade e a aldeia, o adro e a rua como palcos';

- Dia 6 de abril, em Torres Vedras, com o tema 'Políticas Culturais: porque nos importa pensar';

- Dia 13 de abril, Caldas da Rainha. 'Arquitetura e Artes Plásticas: os espaços, os materiais, as cores, as formas e os nossos lugares';

- Dia 4 de maio, Figueiró dos Vinhos. 'Cinema e Audio-Visual: olhares que nos movem, ecrãs e objetivas, lentes que contam de nós';

- Dia 1 de junho, Nazaré. 'Etnografia e o Folclore: o antropológico, o património imaterial, o craft e as filarmónicas onde ficam?';

- Dia 15 de junho, Tomar. 'Património Material: memórias, as pedras e os sonhos que contam de nós';

- Dia 22 de junho, Óbidos. 'O Livro e o Pensamento: o sentido das coisas e das palavras possíveis'.

 

A Rede Cultura 2027

Este projeto começou a ser delineado em 2015, com a intenção de Leiria assumir a candidatura a Capital Europeia da Cultura. Nos dois anos seguintes, foi constituído um grupo de missão que, após um exaustivo estudo e trabalho, concluiu pela constituição de uma Rede de Municípios parceiros, tendo como prioridade a Cultura, à qual se foram associando vilas e cidades das CIM de Leiria, Oeste e Médio Tejo.

São hoje 26. E são estes que dão forma a esta rede, participando na preparação e apresentação do programa da candidatura.

No decorrer do ano de 2018, foi criado um Conselho Estratégico do projeto, liderado por João Bonifácio Serra, bem como um órgão executivo, liderado pela empresa Musicalmente.

O arranque oficial da Rede Cultura 2027 teve lugar no dia 22 de fevereiro, com a assinatura do documento-compromisso entre os principais representantes dos municípios.

Contudo, em paralelo, têm decorrido e continuam a realizar-se encontros e reuniões, envolvendo os elementos do projeto e os agentes culturais de cada um dos municípios.

A partir de março e até junho, são realizados encontros mais alargados, descentralizados por regiões dentro da Rede, numa ação intitulada 'Prelúdio de Ideias em 9 Andamentos'. 

Todo este trabalho no terreno permitirá a criação de uma base de dados digital, que possibilitará conhecer a oferta cultural de cada um destes parceiros, possibilitando ainda ao Conselho Estratégico coligir as principais conclusões e prioridades culturais a integrar o documento da candidatura a Capital Europeia da Cultura.

O meu itinerário

O meu itinerário

ver mapa